Proponente(s)
Ana Sofia Lopes
Data criação
15-09-2019 12:16
Data atualização
19-10-2020 15:54
Municipal
Inclusão Social

Município(s):
Porto Santo
Prazo (número de meses):
24
Orçamento (€):
110.000,00
Título da Anteproposta:
VELEJAR PELA INCLUSÃO
Descrição da Anteproposta:
Objetivo Global: contribuir para a inclusão social de crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais, no Porto Santo Objetivo Específico: Promover competências sociais e pessoais junto de cerca de 70 crianças e jovens do Porto Santo com Necessidades Educativas Especiais (NEE), em particular as que sofrem de perturbações do Desenvolvimento Psicológico, do Comportamento e Emocionais, através de uma intervenção integrada que inclui, entre outros, Psicomotricidade, Musicoterapia, Aromoterapia, Hidroterapia e Vela Adaptada. Resultado 1: Comunidade sensibilizada e informada sobre as Perturbações do Desenvolvimento Psicológico, do Comportamento e Emocionais A.1.1. Criação e distribuição de folhetos informativos sobre as diversas perturbações A 1.2. Realização de dois Seminários sobre Neurodesenvolvimento e Perturbações do Desenvolvimento Psicológico, do Comportamento e Emocionais A 1.3. Realização e publicação de Estudo sobre os resultados do projeto Resultado 2: Crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais, em particular, com Perturbações do Desenvolvimento Psicológico, do Comportamento e Emocionais desenvolvem competências sociais e pessoais facilitadoras da inclusão social A 2.1. Aquisição de equipamento especializado para as sessões de Psicomotricidade e restantes terapias A 2.2. Ateliers integrados de Psicomotricidade, Vela Adaptada, Aromoterapia e Musicoterapia para crianças e jovens com Necessidades Educativas Especiais A 2.3. Sessões de Psicomotricidade dirigidas a crianças e jovens com NEE A 2.4. Aulas de Hidroterapia dirigidas a crianças e jovens com NEE A 2.5. Sessões de aconselhamento aos pais com crianças e jovens com NEE Resultado 3: Profissionais residentes no Porto Santo capacitados em Equitação Terapêutica Esta atividade é o primeiro passo de uma resposta futura ao nível da Equitação Terapêutica (ET), uma especialidade inexistente no Porto Santo e muito pertinente para o desenvolvimento de competências e a inclusão de crianças e jovens com NEE. Para que a valência de Equitação Terapêutica surja no Porto Santo é preciso reunir um conjunto de condições ainda inexistentes, como haver um espaço preparado para tal e a disponibilização de cavalos para o efeito. No entanto, pretende-se que este projeto dê o primeiro passo nesse caminho através da capacitação de profissionais que num futuro próximo poderão vir a desenvolver aulas, por exemplo, a título particular, de ET. A 3.1. Criação de regulamento para concurso de duas bolsas de formação para a realização de um Curso Acreditado de Equitação Terapêutica (cerca de 50h), teórico-prático, numa Escola de renome A 3.2. Divulgação do concurso A3.2. Seleção dos candidatos e entrega das bolsas Beneficiários diretos: Cerca de 70 crianças Cerca de 20 pais/encarregados de educação de crianças e jovens com NEE Cerca de 60 professores, pessoal não docente e técnicos de saúde Cerca de 5.000 residentes no Porto Santo
Outra Informação Relevante:
O Clube Naval do Porto Santo apoia o projeto e está disponível a potenciar o uso das suas instalações para o desenvolvimento do mesmo, através do aluguer de salas, e da rentabilização dos recursos existentes relativos à modalidade de Vela Adaptada, inclusive o uso do barco e o recurso a instrutores habilitados. Está, ainda, disponível para colaborar no contacto entre pais e terapeutas. Tendo em vista a missão social do Clube, os equipamentos de psicomotricidade adquiridos ao longo do projeto podem ser entregues ao Clube.
Estado do Projeto:
Em execução
Documentos anexados

Evolução do Projeto

Fase de identificação de entidades gestoras

Em fase de identificação das possíveis entidades gestoras para a execução do projeto.

Fase inicial

Início do procedimento para operacionalizar a execução do projeto, nomeadamente indentificação das possíveis entidades gestoras.